sábado, 28 de junho de 2014

Balanço do Semestre: Alguns dos Melhores Filmes de 2014




Não sei quanto a vocês, mas este primeiro semestre de 2014 passou de maneira tão veloz e cheia de produções interessantes, que nós do Novas Medias não sentimos o tempo passar, bem como vimos a necessidade de uma lista mais inclusiva para os nossos filmes mais interessantes deste primeiro semestre de 2014.

Devemos considerar, aliás, que optamos por trazer, novamente, a obra prima La Grande Bellezza, de Paolo Sorrentino, para a presente lista (ele já apareceu na do ano passado). Este longa estreou neste semestre em Belém e causou uma recepção mais do que positiva. É um grande ensaio sobre Roma, sobre o processo de envelhecimento e suas relações contraditórias com o viver no mundo contemporâneo, sobre nosso querido maestro Federico Fellini; enfim, sobre todas essas pequenas coisas, como dizia Jorge Luis Borges, as quais tem uma permanência no fugaz.

Junto do filme de Sorrentino, no primeiro lugar, igualmente colocamos o político Azul é a cor mais Quente, de Abdellatif Kechiche, ganhador da Palma de Ouro em Cannes de 2013. Esta obra, a qual versa sobre mundos diferentes, mesmo dentro de um universo que muitos consideram único (universo de grupos femininos homoafetivos), chegou em um contexto geopolítico e global conflituoso e tenso - e sua presença, portanto, é um posicionamento contra esses mais novos horrores sofridos pelas populações gays. Deslocamento, aqui, pode ser uma das camadas para termos em mente.

Para fechar os nossos três filmes da primeira posição, não podemos deixar de lado a obra prima de Lars Von Trier, Ninfomaníaca (e aqui consideramos o Volume 1 e o Volume 2 como um filme só). Mais uma vez em parceria com a atriz Charlotte Gainsbourg, o longa do dinamarquês nos faz repensar alguns posicionamentos do cineasta apresentados no passado (caso das polêmicas envolvendo uma misoginia velada em seus filmes), de maneira a se colocar como um manifesto para a descolonização do ser e do espírito. Seu longa dois-em-um busca desconstruir a noção que temos de determinar o que é certo e errado para o outro, bem como nos faz perceber que cada sujeito, cada realidade, não precisa que estruturas de poder externas ditem as regras que melhor lhes convém.



Três filmes incríveis, cada um a sua maneira diferente de ser.

Outra coisa. Ainda devemos ressaltar alguns títulos dos apresentados na disputa pelo Oscar 2014. Surpresa! Fora as escorregadas comuns da academia, tivemos acesso a ótimos filmes de Martin Scorsese, Spike Jonze e Alexander Payne. 

E quem acha que o Brasil não produziu nada de relevante, enxergamos algo completamente diferente, vindo da atual produção pernambucana. Tatuagem, de Hilton Lacerda, mostra que há vida inteligente não limitada pelo império da Globo Filmes. Arte, política, corpo e gênero são alguns dos eixos para se apreciar esta mais nova preciosidade local cinematográfica.




Melhores Filmes 1º Semestre 2014


01 - Ninfomaníaca (Lars Von Trier); Azul é a cor mais Quente (Abdellatif Kechiche); A Grande Beleza (Paolo Sorrentino)
02 - Tatuagem (Hilton Lacerda)
03 - Ela (Spike Jonze); O Lobo de Wall Street (Martin Scorsese)
04 - Nebraska (Alexander Payne); A Caça (Thomas Vinterberg)
05 - Blue Jasmine (Woody Allen); Dentro da Casa (François Ozon)
06 - Tom na Fazenda (Xavier Dolan)
07 - Jovem e Bela (François Ozon); 
08 - A Religiosa (Guillaume Nicloux); Rush (Ron Howard)
09 - Álbum de Família (John Wells); Doze Anos de Escravidão (Steve McQueen)
10 - Círculo de Fogo (Guillermo del Toro); Clube de Compra Dallas (Jean-Marc Vallée)

Comente. Ajude-nos a criar outros mosaicos de filmes interessantes para 2014. Devemos somente firmar que A Praia do Futuro, de Karim Aïnouz, não foi suficientemente convincente para nós. Mas é isso ae...


by John Fletcher

Nenhum comentário: